despedida

30.3.17 Rogéria Santos 0 Comments

  É tão clichê falar de despedida, mas lá vamos nós de novo porque as coisas só parecem reais quando eu as escrevo, então ~suspiro~ eu te amei demais e de forma tão intensa que é complicado dizer adeus, é complicado seguir em frente e não olhar para trás,e talvez por isso esse encerramento só esteja acontecendo agora.
  Por muito tempo eu simplesmente fingi não ver que você tinha ido embora, que já não éramos mais tão parecidas assim, eu segui em frente sem jamais te olhar nos olhos e de repente me deparei com você, e todas as suas ausências, em meio a tantas curvas e decisões tomadas aqui estamos nós.
  Eu não sou tão ingênua ao ponto de acreditar que isso é um recomeço, é apenas um ponto final, um ponto em uma fase que acabou a tempo demais, já não somos mais quem éramos e toda aquela nossa cumplicidade morreu junto com nossos antigos "eu".
  Sempre vou me alegrar ao esbarrar com você pelo caminho, mas é aqui que eu deixo a garota que por tanto tempo foi sua amiga e confidente, eu deixo aqui todos os nossos projetos porque eles já não são nossos, e sigo em frente com todas as lembranças de quem fomos um dia.

0 comentários: