Bela, Recatada e do lar

20.4.16 Rogéria Santos 0 Comments

  Não há como questionar a beleza de Amélia, Amélia que é mulher de verdade,que tem sorriso discreto e uma gargalhada alta que faz o mundo querer sorrir também.
  Amélia que usa a roupa que quer, da cor e do tamanho que quiser, tem medo do que pode lhe acontecer ao sair sozinha, mas não deixa de sair, se recusa a ceder ao terror psicológico a ela imposto.
    Amélia sim é mulher de verdade, não leva desaforo pra casa, sai pra onde quer, trabalhando ou ficando em casa cuidando dos filhos,se recusando a ser outra coisa que não seja ela mesmo.
    Amélia, que também é Maria, Ana, Carla, Bárbara, Flávia, Eduarda, Carina, Mariana, Joana, Mônica, Rafaela, Sofia, Vitória, Paloma, Márcia, Paola, Paula, Bianca, Carolina, Larissa,Isabela, Tamiris,Amanda, Natalia, Andreza...Amélia que mulher, independente da cor, do nome, e da idade, Amélia que é solteira,casada,viúva, divorciada. Amélia que é mil em uma só, e mesmo assim não é valorizada.
     Amélia, feminista, mesmo sem saber, não tão recatada e nem sempre do lar, dona de uma beleza e  força  impressionante, Amélia, mulher de verdade, sorte do homem que encontrar uma Amélia para passar o resto da vida, não que seja difícil todas as mulheres são um pouco talvez muito  como Amélia, mulheres de carne e osso, com defeitos e qualidades e que não se deixam rotular.
     Eu sou Amélia, Bela, verdadeira e de onde eu quiser ser, e você?



0 comentários: